Publicidade

Publicidade

22/10/2009 - 15:56

Samsung mostra nova linha de celulares

Compartilhe: Twitter

A Samsung apresentou na manhã desta quinta-feira uma nova linha de telefones celulares, com modelos em todas as categorias, para os mais variados tipos de usuários. Uma das principais atrações foi o Pixon 12, equipado com uma poderosa câmera digital de 12 MP, a maior resolução entre os celulares com câmera disponíveis no Brasil.

O aparelho é baseado no mesmo processador de 800 Mhz do Samsung Jét, que garante o desempenho. Tem lente grande-angular de 28mm acompanhada por Flash Xenon, grava vídeos com resolução de DVD (720 x 480 pixels) e tem tela AMOLED (com melhor cor e contraste em relação às telas LCD convencionais) de 3.1 polegadas sensível ao toque. A interface é a TouchWiz, a mesma usada em outros modelos da Samsung como o Star, o Jét e o Omnia. Vem em kit que acompanha capa de couro, fones de ouvido e cartão microSD de 8 GB, com preço sugerido de R$ 1.899

Smartphones para todos os gostos

A linha de smartphones é composta por quatro modelos. Dois deles (Galaxy e Galaxy Lite) são baseados no sistema operacional Android, do Google. Os outros dois, o Omnia II e Omnia Pro, rodam o Windows Mobile.

O Galaxy já havia sido anunciado em setembro, mas o Galaxy Lite é novidade. Com um novo design mais atraente, com detalhes em vermelho, ele troca a câmera de 5MP com flash e auto-foco e os 8 GB de memória interna do seu irmão mais velho por uma câmera de 3MP sem flash e foco fixo e 200 MB de memória interna, expansível com cartões microSD.

Em compensação, ganha no processador mais veloz, de 800 MHz contra os 567 MHz do Galaxy. No resto ambos são idênticos, equipados com tela sensível ao toque de 3.2 polegadas, Wi-Fi, Bluetooth e 3G, e rodam o sistema operacional Android 1.5 com a interface original do Google. O Samsung Galaxy já está nas lojas, com preço sugerido de R$ 1.799, e o Galaxy Lite chega em Novembro, com preço sugerido de R$ 999.

O mundo Windows Mobile é representado pelo Omnia II, um “Windows Phone” com tela sensível ao toque de 3.7 polegadas, câmera de 5 MP, Bluetooth, Wi-Fi, GPS e 8 GB de memória interna, rodando o Windows Mobile 6.5. Já o Omnia Pro é bem diferente de seus irmãos, e é o primeiro modelo da família Omnia com teclado QWERTY integrado, e tem a aparência de um BlackBerry ou Nokia ESeries, com o teclado logo abaixo da tela. Tem câmera de 3.2 MP, tela de 2.4 polegadas, memória expansível com cartões microSD (um cartão de 1 GB acompanha o aparelho). Tem Wi-Fi e Bluetooth, mas não tem GPS, e roda o Windows Mobile 6.1. Os preços sugeridos pelo fabricante são de R$ 1.599 pelo Omnia II, e R$ 799 pelo Omnia Pro.

Bateria solar

O Solar e o Blue Earth são os dois modelos da Samsung no segmento de aparelhos com bateria recarregável usando energia solar. O Solar é um modelo básico, mas o Blue Earth é bem mais interessante, com uma tela sensível ao toque de 3 polegadas, câmera de 3 MP, GPS, compatibilidade com redes 3G e Wi-Fi, com a mesma interface gráfica “TouchWiz” de aparelhos como o Jet e o Star. O aparelho também tem alguns aplicativos “ecológicos”, como um pedômetro que, nas palavras da Samsung, “incentiva o usuário a andar e mostra o quanto a emissão de CO2 é reduzida ao não usar os meios de transporte convencionais”.

A recarga da bateria é simples: na traseira do aparelho há um painel solar. Cada 1 hora sob a luz do sol rende energia suficiente para deixar o aparelho por duas horas em “stand-by”, ou para 15 minutos de conversação. Usando apenas a luz do sol é possível recarregar a bateria interna a até 75% de sua capacidade, ou seja, a energia solar é um complemento, não um substituto, para um carregador de tomada. O Blue Earth tem preço sugerido de R$ 949

Mensageiros de bolso

O Samsung Scrappy, celular com teclado QWERTY voltado para o público jovem e louco por mensagens, ganhou dois irmãos. O Scrappy 2 tem uma tela maior (2 polegadas), câmera melhor (2 MP) e memória expansível com cartões microSD de até 8 GB (um cartão de 1 GB acompanha o aparelho). Vem com software que permite conexão a diversas redes sociais, incluindo Facebook e MySpace, e sistemas de mensagens instantâneas como o MSN e Google Talk. O teclado numérico é estranho, disposto em uma “faixa” ao lado do monitor, e o teclado QWERTY (deslizante como no modelo anterior) parece bastante confortável. Deve custar R$ 499

Já o Scrappy Touch, como o nome diz, tem além do teclado QWERTY uma tela sensível ao toque e no geral recursos similares aos do Scrappy 2, com algumas pequenas mudanças como a capacidade de fazer fotos panorâmicas. Também vem em kit com cabo de dados, fones de ouvido e cartão de memória de 1 GB, por R$ 549,00

Autor: - Categoria(s): evento, hardware, noticia Tags: , , , , , , ,
14/10/2009 - 16:39

Celular ZTE pode ser recarregado com energia solar

Compartilhe: Twitter

Não existe nada mais irritante que ficar sem celular no meio do dia porque a bateria “morreu”, e bem na hora daquela chamada importante! Ou melhor, existe sim: não poder recarregá-la porque não há uma tomada por perto, ou porque você esqueceu o carregador em casa. O S312, da ZTE, promete resolver este incômodo da vida moderna de uma forma ecologicamente correta: energia solar.

O aparelho tem um painel solar na traseira, capaz de recarregar a bateria quando exposto ao sol por um período entre uma ou duas horas. Com uma carga completa, ele tem autonomia de bateria de seis horas em conversação, ou 180 horas em espera. Tecnologicamente o S312 é um modelo bastante simples, não espere Wi-Fi, 3G ou Media Player (mas ele tem Rádio FM). Mas quem precisa destes recursos não é o público alvo deste aparelho.

A tecnologia foi desenvolvida em parceria com a holandesa Intivation, e o aparelho foi projetado para atender a um publico de baixa renda ou que não tem acesso confiável à energia elétrica, estimado em 1.6 bilhão de pessoas (das quais 640 milhões moram em regiões cobertas por uma rede de telefonia celular GSM), mundialmente. Segundo Eliandro Ávila, presidente da ZTE no Brasil, a empresa espera comercializar 50 mil unidades do modelo a partir do início do próximo ano, quando ele chega ao varejo. O preço estimado do aparelho, sem subsídios das operadoras, seria de R$ 199.

E já que Android é um tema comum entre os fabricantes nesta edição da Futurecom, a ZTE não fica de fora: promete trazer seu Android para o Brasil no ano que vem, mas sem dar mais detalhes.


Autor: - Categoria(s): evento, noticia Tags: , , , , ,
Voltar ao topo