Publicidade

Publicidade

09/05/2009 - 20:23

Um videogame da Apple?

Compartilhe: Twitter

Sabe quando você está tocando sua vida, e de repente aquele monte de fragmentos de idéias que estão guardadinhos no fundo da sua mente resolvem fazer “click” e você tem aquele momento “como não pensei nisso antes??“. Pois é, aconteceu comigo na quinta-feira.

Eu estava passando pelas notícias do dia, quando vi alguns sites comentando um boato de que a Apple estaria em negociações para comprar a Electronic Arts, uma das maiores desenvolvedoras de jogos do mundo. Parei por um segundo e pensei: “Balela, até parece que a Apple quer entrar no mercado de videog… CLICK!

Pensando bem, faz todo o sentido a Apple entrar no mercado de videogames. Não só faz sentido, como acredito que ela já está se preparando para isso. E não é com software, é com hardware, com um console com o logo da maçã estampado na tampa, “brigando” com o PlayStation 3, XBox 360 e Wii.

Leia mais »

Autor: - Categoria(s): hardware Tags: , , , , ,
05/01/2009 - 13:43

Jobs explica a ausência na Macworld

Compartilhe: Twitter

Quando a Apple anunciou que Steve Jobs não faria a palestra de abertura da Macworld Expo 2009, rumores sobre o quadro de saúde do CEO da Apple começaram a circular com força. Jobs teve um câncer raro no pâncreas em 2004, (que escondeu do público até ser curado) e vem perdendo peso visivelmente no último ano. A especulação era que o líder do mundo Mac estaria morrendo, e por isso mandou Phil Schiller como substituto para a abertura do evento.

Em um raro momento de abertura sobre sua vida pessoal, Jobs divulgou uma carta no site da Apple nesta manhã falando sobre seu estado de saúde. Segundo o texto, ele não vai à Macworld não por causa de uma doença, mas porque resolveu, pela primeira vez em 11 anos, passar o fim do ano com a família. Já sobre a perda de peso, ele diz que o motivo é um desequilíbrio hormonal, que vem “roubando” proteínas de seu organismo. O tratamento é simples e já está sendo feito, segundo o CEO, e a perda de peso deve ser revertida até junho.

A Macworld 2009 começa oficialmente nesta terça-feira, 6 de janeiro, às 9 da manhã (horário de San Francisco) ou 3 da tarde (horário de Brasília). Acompanhe toda a cobertura do evento no iG Tecnologia

Autor: - Categoria(s): evento, noticia Tags: , , ,
05/01/2009 - 07:00

Os rumores para a MacWorld 2009

Compartilhe: Twitter

Todo ano é a mesma coisa: às vésperas da MacWorld ou WWDC (os dois principais eventos do mundo Apple no ano)  sites especializados se enchem de rumores e especulação sobre novos produtos. E neste ano, mesmo sem a presença de Steve Jobs como palestrante aqui em San Francisco, a coisa não é diferente.

A “keynote” de Phil Schiller, que terá a árdua tarefa de substituir Jobs no palco, só acontece amanhã, mas o burburinho corre solto desde meados de dezembro. Dê uma olhada no que o povo anda esperando:

Novos iMac e Mac mini – Altamente provável. Arquivos de configuração em versões recentes do Mac OS X fazem referência a um MacMini3,1 e iMac9,1, equipados com um processador de video MCP970. É o mesmo chipset de vídeo usado nos novos MacBooks. Os modelos atuais são o MacMini 2,1 e iMac 8,1, equipados com processadores de vídeo da Intel e ATI (Radeon HD 2400 ou 2600 Pro, com exceção do modelo de 24 polegadas com uma GeForce 8800 GS), respectivamente.

A migração de todas as máquinas da Apple para chips de vídeo da nVidia faz todo sentido por causa da introdução, no Snow Leopard, do OpenCL, um framework que programação que permite delegar ao processador de vídeo tarefas numericamente intensivas como compactação de arquivos, criptografia, codificação de áudio e vídeo e muito mais, que são executadas com muito mais rapidez do que se usassem apenas o processador da máquina.

Mas para funcionar, o OpenCL exige alguns recursos não encontrados nos chips atuais, daí a necessidade da migração. A mudança também beneficia a Apple em outros pontos: com ela, todas as suas máquinas serão capazes de reproduzir, sem esforço, os seriados e filmes em alta definição comercializados na iTunes Store, aumentando o potencial de vendas deste tipo de conteúdo.

Além disso, segundo o site TUAW (The Unnofficial Apple Weblog), o Mac mini também sofrerá algumas outras mudanças. Entre elas a substituição da unidade ótica por um modelo SATA, com a opção de trocá-la por um segundo HD na hora da compra na loja online da Apple, e um novo visual, seguindo a linha “alumínio e preto” dos outros modelos da Apple, e mais parecido com o Time Capsule.

iPhone nano – Esse é velho, e ressurgiu em meados de dezembro. Basicamente, seria uma versão menor, mais simples e mais barata do iPhone, assim como o iPod nano é uma versão menor, mais barata e mais simples do iPod “tradicional”. Ganhou força depois que a fabricante de acessórios XSKN colocou em seu site toda uma linha de capas para o produto, que ainda não existe oficialmente. Outro fabricante de acessórios, a Vaja, também adicionou em seu site uma seção sobre o novo aparelho, mas ainda sem nenhum produto.

Vale lembrar que foi um fabricante de acessórios que vazou, em 2007, o formato da terceira geração do iPod nano, e a história se repetiu em 2008. Quando Jobs apresentou a quarta geração do iPod nano à imprensa, em outubro, ele comentou “talvez vocês já tenham visto algo parecido por aí”, em referência às fotos que circularam na internet. Falando em fotos, esta mostra o que seria uma “prova de conceito” do novo iPhone, basicamente uma versão menor do modelo atual.

Um iPhone mais barato faz sentido, mas não sei como ficaria a mecânica da interface multi-toque em uma tela menor. Vou esperar pra ver, e me considerar “agradavelmente surpreso” se algo realmente aparecer.

iWork online – Este rumor começou a circular nos últimos dias de dezembro, e fala sobre o possível lançamento de uma versão online do iWork, o conjunto de aplicativos de escritório da Apple, atualmente composto por editor de textos (Pages), planilha de cálculo (Numbers) e editor de apresentações (Keynote).  Não seria algo inédito: o Google já oferece algo semelhante (Google Docs) bem como empresas como a Zoho com seu trio Zoho Writer, Zoho Sheet e Zoho Show (e vários aplicativos menores).

A própria Apple já deu um passo nesta direção com o seu serviço MobileMe, lançado em meados de 2008 com aplicativos como Mail, Contacts, Calendar e Gallery, que simulam de forma bastante próxima o comportamento de suas contrapartes no desktop: Mail, Agenda, iCal e os  álbuns do iPhoto.

Como a Apple já tem as duas metades da estrutura prontas (o servidor e o “framework” para desenvolvimento dos aplicativos online), a adição de novos serviços/aplicativos seria “fácil”. Considero este um rumor bastante provável, e a MacWorld, com seu foco no consumidor, é o local ideal para um anúncio de um novo iWork. Esperem, se não um lançamento, pelo menos uma demo.

Home Media Server – Faz bastante sentido. Um “servidor” doméstico, plugado diretamente a seu modem ADSL ou roteador Wi-Fi, que abrigaria todo o conteúdo multimídia da casa, sejam fotos, música, filmes ou séries de TV (de preferência comprados na iTunes Store, claro) e os compartilharia com todos os Macs, PCs e iPods/iPhones da casa.

Quem cantou a bola foi o site 9to5mac, que menciona recursos legais como compartilhamento de mídia via web (você poderia acessar seus arquivos de qualquer lugar, com seu domínio próprio) e centralização do backup de todos os Macs da casa (via Time Machine).

O produto poderia ser uma atualização da atual Time Capsule (que centraliza backups e funciona como servidor de arquivos, mas sem a função de compartilhamento de mídia ou acesso remoto) via software, ou um novo aparelho baseado na mesma arquitetura.

Snow Leopard – O próximo “grande gato” da Apple deve receber, no máximo, uma menção “en passant”, ou ser completamente ignorado por Schiller. O motivo? O sistema é focado em mudanças estruturais, com pouca coisa visível aos olhos do usuário, como mostraram alguns screenshots que apareceram recentemente na internet (infelizmente já fora do ar). Não se enganem, o Snow Leopard vai ser uma das mais importantes versões do Mac OS X nos últimos anos, mas ele é um gato “mineiro”: trabalha em silêncio.

Amanhã, durante a Keynote, saberemos o quão precisos estes rumores se mostraram. Eu já estou com minha credencial na mão, e vou madrugar para garantir um bom lugar: a palestra começa às nove da manhã (horário local em San Francisco, 15:00 no Brasil), a organização recomenda chegar às sete, mas eu pretendo entrar na fila às seis. Acompanhe a cobertura completa da MacWorld 2009 no iG Tecnologia e, claro, aqui no blog. Até mais!

Autor: - Categoria(s): evento, noticia Tags: , , , , , , , , , ,
13/10/2008 - 15:32

Novos MacBooks a caminho

Compartilhe: Twitter

Como diz um amigo, “a Apple já não é mais a mesma”. Se há pouco mais de um ano ela defendia informações sobre seus novos produtos com unhas e dentes, soltando sua equipe de advogados treinados armados com ameças legais em cima de qualquer site que se atrevesse a divulgar um rumor ou foto borrada sobre um novo Mac ou iPod, de uns tempos para cá ela adotou uma postura de “relaxe e aproveite a propaganda gratuita”. Somando as peças do quebra-cabeças espalhadas em vários cantos da internet, dá pra saber exatamente o que vai ser lançado antes mesmo de Steve Jobs sair de casa rumo ao centro de convenções.

O “evento do dia 14 de Outubro” (amanhã), sobre o qual se especulava há algumas semanas, é fato confirmado. Imagens dos convites circulam pela internet há dias, com vários jornalistas tendo recebido suas cópias. Curiosamente, até eu fui convidado (por telefone) a participar (é incomum a Apple chamar a mídia internacional), mas infelizmente não estou sequer perto de San Francisco.

A foto do convite mostra algo que, sem dúvida, é um MacBook. Uma análise da imagem, baseada no tamanho do logo da Apple que aparece no que seria a “tampa” da máquina, indica um modelo de 13 polegadas. Fotos publicadas em um site chinês (e republicadas em vários outros) mostram a parte de cima da carcaça de alumínio de duas máquinas, que seriam um MacBook e um MacBook Pro. Se os rumores se confirmarem (e parecem bastante convincentes), ambas as linhas passarão a compartilhar o mesmo design. Ainda de acordo com as fotos, os MacBooks perdem a porta FireWire (muito usada para conexão a equipamentos de vídeo), que passa a ser exclusividade da linha “Pro”. 

Kevin Rose, co-fundador do Digg, diz que os novos MacBooks terão drives Blu-ray, o que faz um certo sentido (e o cara tem acertado os rumores ultimamente, o mais recente foram os novos iPod Nano). Já sites como o Apple Insider afirmam que os novos notebooks serão equipados com chipsets da nVidia, o que deve dar uma “forcinha” no desempenho gráfico (em comparação com os atuais chipsets Intel) e, de brinde, daria às máquinas a capacidade de reproduzir de Blu-ray com aceleração por hardware, para melhor desempenho. Lá no Gizmodo, um post mostra o que seria uma listagem de preços interna da rede de lojas BestBuy, com códigos de produto para seis modelos, de um MacBook “básico” com tela de 13 polegadas por US$ 1.099,99 até um modelo “topo de linha” com tela de 17 polegadas por US$ 2.799,99. Se for verdade, isto derruba os rumores de um MacBook barato por cerca de US$ 800. 

E o que mais? O povo do MacSoda diz que também veremos uma atualização dos pacotes de aplicativos iLife e iWork. Ambos foram atualizados pela última vez em agosto de 2007, quando as grandes novidades foram a planilha de cálculo Numbers (no iWork) e o novo iMovie (no iLife). 

Todos estes rumores me parecem bastante consistentes, mas uma coisinha ainda fica me incomodando aqui atrás da orelha: nada do que foi descoberto soa bom o suficiente para “casar” com o rumor do “The Brick“, o produto “bombástico” que a Apple estaria desenvolvendo. Será que teremos um “One More Thing” no final da palestra?

Autor: - Categoria(s): evento, noticia Tags: , , , ,
Voltar ao topo