Publicidade

Publicidade

03/11/2009 - 18:55

Motorola DROID chega ao Brasil com novo nome

Compartilhe: Twitter

Motorola MILESTONENão demorou quase nada: o Motorola DROID, primeiro smartphone Android 2.0 a chegar ao mercado, foi anunciado nos EUA no último dia 29 e já está oficialmente a caminho do Brasil. Por aqui o aparelho vai se chamar Motorola MILESTONE (porque a mania de mudar nomes?), e chega pela TIM com início das vendas previsto para “até o final do ano”, acompanhado de “pacotes de dados para que os clientes possam explorar ao máximo todos os recursos disponíveis no aparelho”. Preço, para variar, não foi divulgado.

Os principais destaques do MILESTONE (Motorola, me desculpe, mas DROID soa melhor) são a tela de 3.7 polegadas e resolução de 480 × 854 pixels (maior que a do iPhone em todos os sentidos) e teclado QWERTY integrado, sem sacrificar o design ou o tamanho: com 13,7 mm de espessura, ele é apenas 1,5 mm mais grosso que o iPhone 3GS. A câmera de 5 MP com flash é a melhor entre os smartphones Android no mercado, e o processador ARM Cortex A8 (o mesmo do Nokia N900, iPhone 3GS e Palm Pre) de 600 MHz garante o desempenho.

Os reviews iniciais do aparelho são muito positivos, com o blog Gizmodo dizendo: “se você não comprar um iPhone, compre um Droid”. Lá nos EUA ele é uma exclusividade da Verizon, concorrente da “dona do iPhone”, a AT&T, e custará US$ 199 com um plano de fidelidade de dois anos. O MILESTONE será o segundo smartphone Android da Motorola no Brasil. O outro é o Motorola DEXT, conhecido no exterior como CLIQ

Mais informações sobre o aparelho podem ser encontradas no site oficial, em www.motorola-rm.com/bra/milestone

Autor: - Categoria(s): hardware, noticia Tags: , , , ,
14/10/2009 - 09:25

Motorola traz DEXT ao Brasil

Compartilhe: Twitter

A Motorola anunciou durante a primeira manhã da Futurecom 2009 que trará ao Brasil o Motorola DEXT, seu primeiro smartphone baseado no sistema operacional Android, do Google. Anunciado nos EUA (onde é conhecido como Cliq) em setembro, o aparelho chega às lojas de todo o Brasil “na terceira semana de novembro”, mas a partir de hoje interessados em adquirí-lo já podem fazer um “pré-cadastro” no site do fabricante.

Motorola DEXT

O DEXT é um smartphone com teclado QWERTY integrado, tela de 3.1 polegadas sensível ao toque, câmera de 5 MP, GPS, Wi-Fi, 3G e memória expansível a até 32 GB com cartões microSD. Mas o hardware é secundário, e a principal estrela do aparelho é o software. Como disse anteriormente:

O sistema operacional é o Android, do Google (versão 1.5), integrado com uma “plataforma social” desenvolvida pela própria Motorola batizada de MOTOBLUR. A idéia é integrar informações sobre seus contatos em múltiplas redes sociais em um único ponto, para que você possa acompanhar “de relance” tudo o que acontece.

Suponha que um amigo telefone para você: na tela surgem a foto dele, número do telefone e último “status” publicado em uma rede social. Ao responder a uma mensagem, você pode escolher por onde quer que a resposta seja enviada: e-mail, SMS, MMS, Twitter, Facebook, etc.

Na agenda, as informações de contato de uma pessoa são agrupadas com todo o seu histórico de conversas com ela. Aplicativos como o “Happenings” mostram tudo o que acontece com seus amigos em um único local, e o “Social Status” permite que você atualize seu perfil em várias redes sociais de uma vez só.

Tudo isso é integrado a uma solução de backup, que armazena informações de login, conversas e listas de contatos em um servidor seguro da própria Motorola. Se você perder o telefone, ou mudar de aparelho, pode restaurar facilmente o backup com apenas alguns cliques. O serviço também faz uso do GPS para localizar aparelhos perdidos ou roubados, mostrando sua posição em um mapa, como no iPhone.

O aspecto social do MOTOBLUR é importante no Brasil, onde segundo pesquisas recentes 80% dos usuários de internet usam uma rede social, contra 66% da média mundial.

O sistema de “pré-cadastro” para compra é curioso: não se trata de uma pré-venda, mas apenas de uma espécie de “declaração de intenção de compra”, o equivalente a dizer “Motorola, eu quero um DEXT”. Mais tarde, o usuário será contactado pela operadora que irá comercializar o aparelho no Brasil (a Claro, com exclusividade até oinício de 2010) com uma proposta de venda mais formal.

A idéia por trás da ação é clara: gerar expectativa (hype), dando ao aparelho um ar de “produto da moda/exclusivo” e “compre já antes que acabe” como aconteceu quando o iPhone chegou ao Brasil.

O que os usuários que fizerem o “pré-cadastro” não vão saber é o preço, que ainda não foi divulgado. Haverá várias opções, atreladas a diferentes pacotes de minutos e planos de dados como no iPhone, mas os detalhes ainda não foram definidos. Segundo João Cox, presidente da Claro, o preço estará “no patamar do iPhone” e o aparelho também será oferecido “desbloqueado”, sem subsídios.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , , ,
Voltar ao topo