Publicidade

Publicidade

05/11/2009 - 10:20

Dell comemora 10 anos no Brasil com projeto educacional

Compartilhe: Twitter

A Dell está comemorando seus 10 anos de operação no Brasil com o lançamento do projeto educacional Sala de Aula Conectada, desenvolvido em parceria com a Universidade de São Paulo, que coloca à disposição dos professores e alunos “ferramentas tecnológicas para a educação e conteúdo exclusivo”.

O hardware utilizado no projeto inclui lousa interativa, conexão sem fio, projetor, sistema de som, impressora, estação móvel, notebook com tela sensível ao toque para os professores e netbooks com conexão wireless para os alunos. A decisão de que equipamento vai ser usado (e o custo de implantação) varia de acordo com as necessidades da escola.

Em um piloto inicial, o projeto foi implantado no início deste ano em 26 escolas públicas da cidade de Hortolândia, no interior de SP, onde a Dell tem uma de suas fábricas. No momento, o projeto Sala de Aula Conectada beneficia 6.000 alunos e 90 professores.

A idéia é a mesma de outros projetos para o uso da informática na educação: ao levar para a sala de aula equipamentos e tecnologia como os quais os estudantes já estão familiarizados, o aprendizado torna-se mais atraente e eficiente, e os professores ganham novas formas de disseminar o conhecimento.

A empresa também anunciou doação de mais de R$ 872 mil ao Centro de Inclusão Digital (CDI), para aquisição de equipamentos de tecnologia para uso em nove centros comunitários que atendem jovens nas cidades de São Paulo, Hortolândia e Porto Alegre.

Latitude 2100

Dell Latitude 2100

Um dos componentes do projeto Sala de Aula Conectada é o netbook Dell Latitude 2100, desenvolvido especialmente para uso educacional e equipado com características como capa emborrachada em várias cores, que ajuda a absorver impactos, teclado bactericida, que evita a contaminação cruzada quando usado por várias crianças, alça para transporte e webcam integrada.

A máquina é baseada em um processador Intel Atom de 1.6 GHz, padrão na maioria dos netbooks. Para facilitar a administração, a Dell oferece às escolas uma espécie de “rack móvel”, capaz de comportar até 24 máquinas de uma só vez.

Autor: - Categoria(s): hardware, noticia Tags: , , ,
29/06/2009 - 17:58

Intel anuncia novo Classmate PC

Compartilhe: Twitter

A Intel anunciou no último sábado uma nova versão de seu portátil projetado para o mercado educacional, o Classmate PC. O “Classmate 2.0”, como é informalmente conhecido, mantém o processador Intel Atom de 1.6 GHz, tela de 1024 x 600 pixels e características de durabilidade, como o teclado resistente à àgua, do modelo atual, mas traz uma mudança que afeta profundamente seu modo de uso: a tela é sensível ao toque, e pode “girar” e se fechar sobre o teclado, transformando-o em um Tablet PC.

Tive a oportunidade de experimentar o novo modelo durante o Intel Editor’s Day 2009, e gostei muito do que vi. Graças a um acelerômetro integrado é possível usar o novo Classmate no modo “tablet” do jeito que você quiser: de pé ou deitado, a tela se reorienta automaticamente assim que ele é virado. A alça emborrachada (na traseira) ajuda a dar apoio quando ele é segurado como um caderno, e tela sensível ao toque é capaz de fazer o chamado “cancelamento de palma”, ou seja, você pode escrever à mão livre com a lateral da mão apoiada na tela, como se estivesse escrevendo em um caderno, sem que o sensor fique louco com isso. Graças a isto, é muito fácil escrever no novo Classmate PC.

O software também recebeu mudanças, com novos programas capazes de tirar proveito da tela de toque. Eles vão de um utilitário para reconhecimento de escrita (que funcionou muito bem e reconheceu meus garranchos) a software de desenho (o ArtRage 2.5) e o incrível Algodoo, que me fez ficar horas brincando: com ele é possível simular experimentos de física no Classmate PC, como nada mais que desenhos à mão livre e formas geométricas básicas.

Vale lembrar que a iniciativa Classmate PC é muito mais que apenas um “netbook para crianças”, embora esta seja, sem dúvida, a parte mais visível do projeto. Há também toda uma estrutura de servidores e software para administração das máquinas, acessórios para sua manutenção e, o mais importante, treinamento dos professores, já que se eles não souberem tirar proveito da tecnologia, ela não servirá para nada.

Os novos Classmate PC chegarão “ao mercado” em outubro deste ano. No Brasil, os modelos atuais são produzidos pela Positivo Informática e CCE, e provavelmente elas produzirão também o novo modelo. E para os que já saíram da escola faz tempo mas se interessam pela máquina, uma boa notícia: a Intel pretende colocá-la no mercado ao alcance do consumidor final. Preço e detalhes ainda não foram definidos.

Autor: - Categoria(s): hardware, noticia Tags: , , ,
Voltar ao topo