Publicidade

Publicidade
16/11/2009 - 02:09

LG lança linha de TVs “Live Borderless”

Compartilhe: Twitter

LG "Live Borderless"A LG está colocando no mercado uma nova linha de TVs LCD com um design quase sem bordas batizado pela empresa de “Live Borderless”, trocadilho com a palavra em inglês “Border”, que pode significar tanto borda quanto fronteira (a expressão pode ser traduzida como “viva sem fronteiras”). Na prática, não há separação entre a tela e a fina moldura externa do televisor, nem diferença de cor entre elas, o que faz com que, com a tela desligada, ambas pareçam formar uma superfície única.

Todos os modelos “Live Borderless” compartilham várias características como Bluetooth (para envio de fotos do celular para a TV, por exemplo, ou uso de acessórios como fones de ouvido sem fio), decodificador digital integrado, tocam vídeo DiVX em alta definição a partir de pendrives ou HDs plugados à porta USB e são “Time Machine Ready”. Ou seja, basta plugar um HD externo (de pelo menos 40 GB) à porta USB para poder pausar TV ao vivo e gravar horas e horas de seus programas favoritos para asssistir mais tarde.

Outra característica em comum são as telas com resolução Full HD (1920 x 1080 pixels) e painéis IPS (In-Plane Switching), uma tecnologia em telas LCD que garante amplo ângulo de visão da imagem sem as distorções comuns em telas mais antigas. Nos modelos da LG, o ângulo é de 178 graus, tanto na horizontal quanto na vertical. Ou seja, não importa a posição do espectador em relação à tela, a imagem será sempre perfeita.

Mas há, sim, algumas diferenças entre as duas “séries” que compõem a linha Live Borderless. A série SL90 tem telas de 42 e 47 polegadas com iluminação LED, que tem melhor contraste (três milhões pra um) e brilho mais uniforme em relação aos modelos da série SL80 (32, 42, 47 e 55 polegadas), com iluminação fluorescente e contraste de 150 mil pra um. Em compensação, a série SL80 conta com o recurso “TruMotion” e frequência de atualização da imagem de 240 Hz, o que suaviza os movimentos em cenas de ação. A série SL90 também tem TruMotion, mas a 120 Hz.

LG "Live Borderless"

Outra vantagem das telas LED é o consumo de energia, até 30% menor em relação a telas LCD tradicionais, e a espessura: os modelos da série SL90 tem apenas 2,9 cm de espessura, contra 4,5 ou 4,9 cm dos modelos com iluminação fluorescente. Segundo Fernanda Summa, gerente de produto para TVs da LG, o tamanho da borda e a espessura do aparelho são duas das características que os consumidores levam em conta na hora de escolher uma nova TV. A tendência entre eles é a de atribuir mais tecnologia, e portanto uma percepção maior de valor, às TVs mais finas e com bordas menores. Daí o foco da LG nestas duas características.

As novas TVs LG “Live Borderless” já podem ser encontradas nas lojas. Na família SL80 os preços vão de R$ 3.299 (32 polegadas) a R$ 8.999 (55 polegadas). Já entre os modelos LED os preços são R$ 5.999 (42 polegadas) e R$ 7.999 (47 polegadas).

Autor: - Categoria(s): hardware, noticia Tags: , , , , , ,

Ver todas as notas

30 comentários para “LG lança linha de TVs “Live Borderless””

  1. gilberto disse:

    gostei da novidadi, gostaria de uma tela de 15 , pode ser??

  2. fripce disse:

    Muito bonita esse modelo de tv, vou comprar quando receber o meu 13 em dezembro. Ok.

  3. FRANCISCO VITORIANO FILHO disse:

    Gostei do Concorrente direto da samsumg ter entrado neste mercado que já conta com outros tais como a Gigante Sony. Só lamento que a LG não tenha ousado mais ainda e colocado no mercado que cresce a cada ano um padrão LED maior em tamanho como os de 55 Pol ou até maiores. Neste ponto ela está cochilando, de resto Parabéns !!!

  4. Jose Silva disse:

    Só tem um porém: no anúncio de lançamento deste modelo
    (SL90QD), veiculado na página 79 da revista Veja de 18/11/2009, o pessoal exagerou demais na proporção de aplicação da imagem na tela do aparelho, deixando “quase” sem nenhuma borda mesmo ! o que não condiz com a realidade do produto sendo que o mesmo aparece tambem num anúncio das Casas Bahia nas páginas 66/67 da mesma edição…Por curiosidade fui a um Shopping constatar pessoalmente. Pena a imagem do anúncio da LG não ser real, seria um belo aparelho!

  5. Flavão disse:

    Belo lançamento da LG. Adoro tecnologia e gosto de ter produtos novos, mas o problema de todo lançamento de eletrônico é a síndrome de Sony, ou seja, coloca-se o preço nas alturas mesmo para uma tecnologia que é conhecidamente mais barata que a anterior, como é o caso do LED, das futuras (nem tão futuras assim) OLED e do Blue-Ray, que tem um custo de desenvolvimento mais baixo e ainda assim é repassado ao consumidor com um valor muito acima do razoável. A Sony tem essa mania feia, o mais legal é que a mania perdura só no Brasil e as outras empresas vem seguindo pelo mesmo caminho… estranho não acha? Será que o consumidor tem alguma culpa? Eu assumo a minha!

  6. AILTON CARLOS disse:

    TECNOLOGIA NOVA ,porem a maioria da população ainda não pode adquirir os modelos de plasma e lcd,está na hora de abaixar o preço destes modelos mais antigo que infelismente ainda continuará sendo um sonho de muita gente.

  7. Luciano disse:

    Comprei um mês atrás a Sansung LED, a segundo pesquisei na época ainda demoraria um tempo pra tecnologia ser udasa por outras marcas, a aí está, como sempre são só jogadas de marketing. Pra quem vai comprar, vale apena, a imagem é realmente surpreendente e a minha Sansung ainda tem o conversor digital embutido

  8. Sergio disse:

    Adquiri uma de 54″ ou 52″ da LG, muito boa a imagem digital, mas pelo preço que paguei deveria vir com time machine, na época estava entusiamado e nem prestei atenção nisto, pelo que me arrependo, pelo preço também deveria junto com uma antena do tipo sagna amplificada. Futuramente até vou adquirir esta antena, mas como estou de mudança estou protelando. Deveria sim é haver uma parceria entre as melhores tvs as melhores antenas e os melhores sons, formando pacotes que valessem a pena. Mas também, deveria haver mais investimento na programação aberta, o conteúdo tem feito criar um verdadeiro arrependimento no gasto com este tipo de diversão, até desenho atualmente conseguiram estragar, tudo não passa de briga, efeitos de som , e coisas insuportáveis de se ouvir, são vozes estridentes e risadas insuportáveis. Não há historias nos desenhos atualmente. Há dias em que voce repassa tudo que é canal e acaba desligando pra ler um livro, porque a programação está de chorar. Quando não é isto sobra só sexo e violencia, o pobreza nossa tv aberta.Restando tão somente a qualidade da imagem e agora com o LED a redução de custo com eletricidade para compensar.

  9. fabio disse:

    no site da borderless tem um monte de info errada. dizem que full hd é 920 pixels por 1080linhas. que o modelo 80 é led… vai no modelo SL80, clica em borderless design…. ta lá. falando de led….

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo