Publicidade

Publicidade
25/10/2009 - 20:13

Nokia fala sobre o futuro no Nokia Camp

Compartilhe: Twitter

Pekka Somerto, VP Global de Vendas e Marketing da Nokia, abriu a edição 2009 do Nokia Camp em São Paulo, na manhã deste sábado, 24 de Outubro. Com o tema “Connecting people in new and better ways” (Conectando pessoas de novas e melhores formas), sua apresentação não trouxe muita coisa nova, e bateu na velha tecla: “A Nokia está deixando de ser uma empresa de hardware, para ser uma empresa de serviços”.

Segundo Pekka, há um bilhão de pessoas em todo o mundo usando aparelhos da Nokia. Para chegar aos próximos 2 bilhões a empresa acredita que é necessário focar na experiência do usuário, e tornar a tecnologia “invisível”, de forma que ela se torne uma extensão do usuário e do comportamento humano.

O executivo afirma que as próximas tendências são dispositivos sensíveis ao contexto, que sempre apresentem a informação mais relevante ao momento sem que o usuário precise se preocupar como encontrá-la, e objetos “inteligentes” que poderão interagir com o usuário e o ambiente.

Somerto também explica que a criação de conteúdo será feita de forma cada vez mais “inclusiva”, com a eliminação da barreira entre a criação e consumo, e que as redes sociais serão o canal onde o conteúdo será criado na internet.

Ele até mesmo afirma que pessoas de menor poder aquisitivo podem “pular” diretamente para o acesso à internet no smartphone, ignorando o PC, como já tende a acontecer em países como a Índia. E aqui entrariam os serviços da Nokia, como Maps, Music (Nokia Music Store), E-Mail (Nokia Messaging), Aplicativos (Ovi Store) e pilotos como o Nokia Money, que deve entrar em operação na Índia em breve.

Mas para quem prega o fim do foco em hardware,  a palestra de Somerto terminou de forma irônica: dezenas de “blogueiros e formadores de opinião” (o público-alvo do Nokia Camp) cercaram o executivo, câmeras em punho. Ninguém queria falar com ou fotografar ele. O que todos queriam era fotografar o Nokia N900, “tablet” para acesso à internet até então inédito no Brasil que ele trazia no bolso.

Autor: - Categoria(s): Sem categoria Tags: , , , ,

Ver todas as notas

Os comentários do texto estão encerrados.

Voltar ao topo